NOTÍCIAS

05/07/2017

Azeitonas em conserva originalmente brasileiras

Explorando um novo nicho da cultura de oliveiras no País, a marca Olibi será pioneira em produzir e comercializar azeitonas em conserva originalmente brasileiras. 

Até hoje era praticamente impossível encontrar azeitonas em conserva produzidas no Brasil nas prateleiras dos supermercados. Isso porque o cultivo de oliveiras é recente no País e a maioria dos produtores acaba se dedicando exclusivamente ao azeite de oliva. A marca Olibi, recém-chegada ao mercado, veio para mudar este cenário, já que, além da produção de azeite de oliva extravirgem com 0,09% de acidez, também aposta na comercialização de azeitonas em conserva, as primeiras originalmente brasileiras no mercado interno.

O procedimento para produção das azeitonas em conserva da marca é artesanal e utiliza apenas salmoura, uma mistura de água e sal marinho, que contém menos iodo. Esse líquido é trocado várias vezes durante os 120 dias necessários para a azeitona em conserva ficar no ponto mais saboroso para o consumo, e depois o produto, devidamente armazenado em vidros, vai direto para a comercialização no e-commerce da marca.

Essa é mais uma área de inovação da Olibi, que também está atrelada a um importante projeto de preservação ambiental na Serra da Mantiqueira, que consiste no reflorestamento de árvores nativas da Mata Atlântica e soltura de aves resgatadas do tráfico ou de maus-tratos, em parceria com o Ibama e a Polícia Florestal. Até hoje, foram mais de 15 mil árvores plantadas na região e 3 mil pássaros soltos na natureza. A oliveira é o equilíbrio desse ciclo, que possibilita o viés comercial do projeto de recuperação do meio ambiente, garantindo sua sustentabilidade.

A primeira colheita da marca, realizada em março após cinco anos da plantação das oliveiras na Fazenda Caminho do Meio, superou as expectativas, com um rendimento acima do esperado, de 13%, enquanto a médica nacional é de 10%, e 3.300 quilos de azeitonas colhidas.

“Não encontramos no Brasil azeitonas em conserva produzidas aqui e acredito que temos que explorar melhor esse nicho, já que temos qualidade e variedade, por isso seremos os primeiros brasileiros a produzir azeitona em conserva em maior volume”, comenta o produtor e criador da Olibi, Nélio Weiss, que também vai comercializar uma invenção dele, a azeitona passa, um produto proveniente de um processo de desidratação e condimentação natural, sem qualquer conservante, que é petisco interessante para os adoradores da fruto com tanto sabor e utilidades na gastronomia.

As vendas da linha de produtos Olibi são realizadas através de venda direta pelo site da marca.

www.olibi.com.br

PUBLICIDADE