NOTÍCIAS

20/06/2016

Triste notícia para os amantes de pizza

Há poucas coisas mais deliciosas que uma pizza bem quente, feita em um forno a lenha. Mas relatórios recentes sugerem, no entanto, que uma deliciosa e crocante pizza feita em forno a lenha, vem com um surpreendentemente alto custo ambiental. O Brasil está às voltas com a poluição do ar provocada, pelo menos em parte, pelos fornos e churrasqueiras movidas a lenha e carvão.

Um relatório publicado na revista Atmospheric Environment , que monitorou o ar na maior cidade do Brasil, São Paulo e assustador. Embora a cidade tenha lutado muito contra a poluição, em grande parte devido à sua grande quantidade de carros, usando biocombustíveis "limpos" para encher os tanques dos carros de sua frota. Os autores do estudo afirmam que a paixão dos brasileiros pela pizza é também pelo churrasco é muito grande, porém, estamos negando o efeito positivo dos biocombustíveis, por causa da queima da lenha e do carvão em pizzarias e churrascarias. 

Um dos autores do estudo, da Universidade de Surrey, Dr. Prashant Kumar, afirmou que : "Mais de 7,5 hectares de Floresta de eucalipto são queimados a cada mês por pizzarias e churrascarias Um total de mais de 307.000 toneladas de madeira é queimada a cada ano em pizzarias e churrascarias.

O pesquisador Yang Zhang, de North Carolina State University, acrescenta: "Enquanto a maioria dos estudos no Brasil têm-se consentrado sobre os impactos das emissões dos veículos, os impactos das emissões referente a queima de lenha e carvão em pizzarias ou churrascarias ainda não foram quantificados. "

Em Nova York, o prefeito Bill DeBlasio tem empregado uma legislação que exige das pizzarias instalar filtros eficientes em fornos, como uma maneira de reduzir as emissões de carbono e outros poluentes atmosféricos.

PUBLICIDADE