NOTÍCIAS

28/10/2015

Fraude no mercado de salmão

Um estudo realizado pela organização norte-americana Oceana descobriu que pelo menos 43% das vezes a descrição do salmão seja na embalagem de um supermercado ou no menu do restaurante esteja adulterada.

Mas tudo depende do tipo de salmão que você comsome. Algumas categorias de salmão tendem a corresponder à verdade, já o ‘salmão selvagem’ o mais valorizado,pode estar sendo fraudado por salmão de cativeiro ou mesmo por outro peixe qualquer, destaca o site Gizmodo.

Em 31 amostras de ‘salmão selvagem’, 21 eram na realidade salmão de cativeiro, 10 amostras eram de salmão selvagem e uma amostra era até de truta arco-íris.

É interessante ainda analisar que um estudo semelhante realizado há dois anos que encontrou apenas 7% de fraudes no salmão. Isto porque o último estudo foi realizado no verão, quando há muita oferta de salmão, e este foi realizado no inverno, quando há falta de salmão.

Portanto a questão da fraude não depende do próprio salmão mas sim da época do ano. 

PUBLICIDADE