NOTÍCIAS

28/10/2015

Equipe japonesa vence o Mundial de Confeitaria

Para a surpresa de todos, a equipe japonesa foi a grande vencedora da edição deste ano do Campionato Mondiale della Pasticceria (Campeonato Mundial de Confeitaria, em português).   

Organizada pela Federação Internacional de Confeitaria (FIP), a competição aconteceu durante o anual Salão Internacional da Hospitalidade Profissional (Host), em Milão, e foi patrocinada por outro grande evento que está ocorrendo na cidade: a Expo 2015.   

Com suas criações artísticas e suas preparações originais, o time japonês bateu a concorrência de dois países considerados gigantes na área: a Itália, que ficou em segundo lugar, e a Áustria, terceira colocada.   

No Mundial deste ano, participaram 13 equipes nacionais de países de quatro continentes, com 39 confeiteiros no total, que tiveram que trabalhar em quatro categorias: pralinê, sorvete, bolo moderno e esculturas de confeitaria.   

O time japonês, formado por Tsuda Keisuke, Kenta Nakano e Hiroyuki Emori, realizou três esculturas que representavam, de maneira artística, símbolos da nação do “Sol nascente”: uma baleia feita de açúcar, a evolução do planeta Terra feita em pastilhas comestíveis derretidas e as etapas do voo de passarinhos até a conquista do espaço inteiramente construídas em chocolate.   

Já a equipe italiana, formada por Antonino Bondì, Diego Mascia e Paul Occhipinti, conseguiu, graças ao conceito da evolução da fotografia, conquistar o segundo lugar na classificação geral, além de receber o ouro na categoria bolo moderno.   

Já o México ganhou a de melhor pralinê, e a Polônia, a de melhor sorvete. A escolha dos vencedores foi feita por um júri de 13 especialistas internacionais guiados por Christian Beduschi, um dos melhores confeiteiros italianos.   

Observando as diversas preparações, também foi possível delinear algumas tendências desta arte para o ano que vem, como um grande uso de frutas tropicais, de açafrão e de produtos biológicos nas obras. (ANSA)

PUBLICIDADE