NOTÍCIAS

14/10/2015

América do Sul e o futuro!

Mesmo com a crise que assola o país o francês Frédéric Loeb, pesquisador do Institut Paul Bocuse, em Lyon, na França, presidente do escritório de consultoria em tendências Loeb Innovation  e consultor de chefs renomados como Joël Robuchon, Pierre Hermé e Alain Ducasse há mais de 15 anos, acredita que "a América do Sul é o continente do futuro". Ele chega ao Brasil esta semana para o Sirha Rio, maior feira de gastronomia e hotelaria do mundo que acontece a partir desta quarta-feira (14), e vai discutir o futuro do mercado com estudos sobre tendências do setor até 2019.

Frédéric explica: "Apesar da crise e da desaceleração cíclica, o Brasil é um país-chave para pesquisas. É tão grande quanto um continente com vários ecossistemas culinários, tem campo perfeito para os conceitos de Food Service e é um caldeirão de novos gostos e cultura gastronômica", afirma ele, que em sua estada quer aumentar seu conhecimento sobre os jovens chefs brasileiros e a seleção de produtos locais, especialmente os crus. Qual o futuro da culinária? "O processo operacional rápido e casual mudará completamente a relação entre a equipe do restaurante e seus clientes. Aposto no hambúrguer gourmet, no sabor umami (popularmente conhecido como 'gosto saboroso'), nos ingredientes do Japão e da Coreia, além da baixa temperatura dos pratos". Pela Época.

PUBLICIDADE