NOTÍCIAS

21/08/2015

Smartphone e a nova ferramenta da cozinha

Um estudo realizado pela Google conclui que os cozinheiros e chefs abaixo dos 35 anos preferem levar o smartphone para a cozinha, para seguir diretamente a receita, em vez de imprimir em papel ou seguir um típico livro de cozinha.

Segundo os dados apurados, 59% dos jovens entre os 24 e 35 anos cozinham com o seu smartphone ou tablet bem ao lado da faca, tábua e ingredientes culinários.

Curiosamente, o estudo apurou também que esta geração é mais dedicada à cozinha que a anterior, preferindo ter uma atitude mais ativa na preparação dos alimentos.

A Google, mediante os dados de pesquisa dos usuarios, conclui que os utilizadores vão pesquisando online toda a informação e orientação de que precisam. E ela divide-se em três fases: a pesquisa sobre o que cozinhar, a preparação e o momento da praparação.

Na primeira fase, pesquisam itens como: ideias para jantar, receitas saudáveis, o próprio prato, etc.. Sendo que, há uma crescente tendência de se adicionar um toque pessoal à receita, não sendo uma receita seguida à risca. Na fase de preparação, muitos voltam-se para o YouTube para seguirem determinada fase de preparação mais complicada. Cerca de 75% do crescimento de tráfego de canais de comida no YouTube provém de dispositivos móveis. Na fase de preparação, questões como “a que temperatura se cozinha frango” são muito pesquisadas.

Outra tendência apurada é que esta geração não cozinha sozinha. Cerca de 27% gosta de compartilhar a experiência, com o cônjuge, amigo ou filhos.

PUBLICIDADE