NOTÍCIAS

18/06/2015

Vai um vinho chinês?

De acordo com a Organização Internacional do Vinho e do Vinhedo (OIV), a China é o segundo país com maior área plantada de vinhedos do mundo, perde apenas para a Espanha e está à frente da França. O gigante oriental mantinha, ao final de 2014, 799 mil hectares de terras destinadas aos vinhedos, ante cerca de 1 milhão de terras na Espanha.

A expansão chinesa é considerável, visto que em 2.000 representava apenas 4% dos vinhedos no mundo, hoje o número chega a 11%. Ao longo dos últimos dez anos, a China importou técnicas europeias de produção, adquiriu vinhedos na França e deu início a uma campanha de incentivo ao consumo de vinho no país, dando apelo popular à bebida.

No quesito produção, a França continua sendo a maior, com 46,7 milhões de hectolitros por ano. Os franceses também permanecem como líderes em exportação de vinhos, com vendas externas totalizando mais de 7,7 bilhões de euros (R$ 24,3 bilhões) em 2014. Os Estados Unidos são os líderes em consumo, com 30,7 milhões de hectolitros no ano passado.

A América Latina também registrou uma importante expansão de área plantada, com destaque para o Chile. O Brasil, com um crescimento de apenas 1% entre 2013 e 2014, aparece na 16ª posição.

PUBLICIDADE